Um hino real a Ishtar

A grande deusa conhecida como Ishtar entre os babilônios e Inana entre os sumérios é, de longe, a divindade mais popular do panteão mesopotâmico. Talvez não por acaso, o texto dedicado a ela publicado aqui no ano passado, “Ishtar, deusa do sexo e da guerra (mas muito mais do que só isso)”, seja o segundo…

Um hino à deusa mesopotâmica da cura e da saúde, Gula

Gula é o nome de uma antiga deusa suméria. Antiga quanto? Bem, seu culto é atestado pelo menos desde o período chamado de Dinástico Arcaico, no terceiro milênio, entre 2600 e 2450 a.C. Sob vários nomes (falaremos disso mais adiante), ela era conhecida em uma série de cidades-Estado, sobretudo Umma, localizada mais ou menos no…

Lendo a Bíblia: como surge o monoteísmo

Alguns autores como Jean Bottéro trabalham com uma distinção entre dois tipos de religião: as religiões mais orgânicas, tradicionais ou populares, cuja origem não é possível identificar em um único indivíduo, e as religiões históricas, atribuídas a uma profeta específico, que promulga um livro sagrado onde estão codificadas as principais doutrinas. O zoroastrismo com a…

Então você quer invocar deuses antigos?

O neopaganismo é uma vertente muito popular entre as formas mais lado B de religião e espiritualidade, o que pode ser compreendido pelo fato simples de que existe um apelo forte em ter uma variedade de deuses para se venerar. Lon Milo Duquette, por exemplo, nos capítulo “…And that’s what invocation is all about” e…

Ishtar, deusa do sexo e da guerra (mas muito mais do que só isso)

No calendário judaico, que é lunissolar e começa mais ou menos em março/abril, hoje é o dia 18 de Elul, o 6º mês do ano. Acontece que a inspiração para o calendário judaico foi o babilônico, tendo sido adotado durante o período do Exílio, no século VI a.C.1, e Elul equivale a um mês com…

Uma brevíssima visão geral do panteão mesopotâmico

O chamado (neo)paganismo é um tema que tem estado bastante em voga ao longo das últimas décadas de práticas ocultas no Ocidente. Isso é um fenômeno recente — nenhum ocultista renascentista como Agrippa ou mesmo o pessoal posterior, da Golden Dawn, em sua mimaioria, apesar de sua estética egípcia, gostaria de se identificar como pagão…

Demônios: múltiplas perspectivas

O assunto de hoje é polêmico. Falar em demônio traz uma série de reações já esperadas. A primeira, eu aposto, para muita gente, é lembrar do filme O Exorcista, com a possessão da menina Regan pelo rei sumério dos demônios, Pazuzu, o vômito verde, etc. Mas há quem considere que demônios não existem, são uma…