Sete mantras do budismo tibetano

“Mantra” é uma palavra em sânscrito que significa algo como “instrumento do pensamento”. O sânscrito é uma língua indo-europeia, o que significa que tem as mesmas origens e partilha de diversas características de outras línguas com as quais nós temos alguma familiaridade, como o grego, o latim e seus descendentes – foram essas características, aliás,…

Os 72 anjos cabalísticos

Os 72 anjos do Shem HaMephorash, também conhecidos como os “anjos cabalísticos”, constam entre as figuras angelicais mais populares no ocultismo, perdendo apenas para o Big 4 celestial (Rafael, Miguel, Gabriel e Uriel) e talvez os anjos das 10 sefiroth. O primeiro deles se chama Vehuiah, o segundo Yeliel, o terceiro Sitael, e assim por…

Um hino à deusa mesopotâmica da cura e da saúde, Gula

Gula é o nome de uma antiga deusa suméria. Antiga quanto? Bem, seu culto é atestado pelo menos desde o período chamado de Dinástico Arcaico, no terceiro milênio, entre 2600 e 2450 a.C. Sob vários nomes (falaremos disso mais adiante), ela era conhecida em uma série de cidades-Estado, sobretudo Umma, localizada mais ou menos no…

A Tábua de Esmeralda de Hermes Trismegisto

“É verdade, sem mentira, certo e muito verdadeiro” — assim começa um dos textos mais famosos do ocultismo. Mesmo que não tenha quase nenhum conhecimento do assunto, você certamente já ouviu alguma variação de “o que está em cima é como o que está embaixo”, que é uma das máximas herméticas presentes neste texto e com a…

Lendo a Bíblia: como surge o monoteísmo

Alguns autores como Jean Bottéro trabalham com uma distinção entre dois tipos de religião: as religiões mais orgânicas, tradicionais ou populares, cuja origem não é possível identificar em um único indivíduo, e as religiões históricas, atribuídas a uma profeta específico, que promulga um livro sagrado onde estão codificadas as principais doutrinas. O zoroastrismo com a…

Lendo a Bíblia

Talvez este texto pegue algumas pessoas de surpresa: como assim falar de Bíblia num site sobre ocultismo? Será que, como aconteceu com muitos já, o Frater desistiu da magia e virou crente? Bem, calma, gente, eu sigo firme nas capirotagens, mas quem me conhece sabe que, desde antes de eu entrar para esse mundo, eu…

Os dias da semana e as horas astrológicas

O assunto de hoje é um tema que eu já abordo em meus cursos de magia astrológica, mas que também é interessante para além de suas aplicações práticas, sobretudo para quem tem curiosidade sobre a formação da nossa semana de sete dias, que é o padrão no mundo ocidental. Diferente de outros ciclos, como o…

Espiritualidade corporativa e a “magia das elites”

Há duas coisas que me motivaram a redigir este texto. A primeira foi uma polêmica nas redes sociais causada por conta de uma certa arroba famosa – cuja identidade não vale a pena registrar, mas basta dizer que tem o mesmo sobrenome que o arquipicareta que se diz filósofo e é guru do desgoverno –…

Celebrando o Ano Novo Babilônico

Está chegando! Este ano, o Akitu, ou Ano Novo Babilônico, deve cair no equivalente ao dia 17 de março do calendário gregoriano (logo abaixo, eu explico a lógica por trás do cálculo). Na virada de 2020 para 2021, eu fiz um breve post no Instagram comentando como eu geralmente não faço nada no sentido de…