O arcanjo Raziel e o Livro dos Mistérios

Eu sou obcecado por grimórios bem estruturados, o que, para minha tristeza, é um tanto raro. Boa parte deles não passa de listas e listas de nomes de espíritos e a quem eles supostamente obedecem, com imagens, fórmulas e instruções a serem seguidas à risca para construir as ferramentas e encenar os rituais (isto, se…

Sobre os elementos – parte I

Se tem um conceito da cultura esotérica que todos conhecem, que mais se aproxima, na medida do possível, de qualquer ideia de “universalidade”, é este: a noção de que o mundo é constituído, em essência, de quatro princípios básicos, chamados de elementos — fogo, ar, água e terra. Do desenho do Capitão Planeta a Avatar, a nossa…

Quem tem medo de magia angelical?

Eu confesso que eu tinha, pelo menos até um tempo atrás. E eu sei que parece bobagem, considerando que magia com anjos sempre foi uma parte integral da tradição mágica ocidental. Mais do que isso ainda, nós somos brasileiros e todo mundo já deve ter visto ou folheado os livros de anjos cabalísticos da Mônica…

O que é magia astrológica?

Como venho anunciando, em outubro eu pretendo ministrar um breve curso sobre magia astrológica. Por isso, nada mais adequado do que reservarmos algumas palavrinhas sobre o assunto, até porque tem algumas dúvidas que é bom esclarecer antes mesmo de se inscrever no curso (afinal, quanto menos eu precisar falar de coisas mais básicas no curso,…

Ishtar, deusa do sexo e da guerra (mas muito mais do que só isso)

No calendário judaico, que é lunissolar e começa mais ou menos em março/abril, hoje é o dia 18 de Elul, o 6º mês do ano. Acontece que a inspiração para o calendário judaico foi o babilônico, tendo sido adotado durante o período do Exílio, no século VI a.C.1, e Elul equivale a um mês com…

Anjos, demônios e invocações planetárias na Hygromanteia

Caso não tenha ficado evidente já pelo tanto que eu falo do assunto, eu gosto muito de textos mágicos antigos. O Picatrix, os Papiros Mágicos Gregos, o Sepher HaRazim… mesmo quando não encontramos material diretamente praticável neles, sempre tem algo interessante para se aprender quanto a técnicas, simbologia ou, pelo menos, uns nomes e preces…

Uma brevíssima visão geral do panteão mesopotâmico

O chamado (neo)paganismo é um tema que tem estado bastante em voga ao longo das últimas décadas de práticas ocultas no Ocidente. Isso é um fenômeno recente — nenhum ocultista renascentista como Agrippa ou mesmo o pessoal posterior, da Golden Dawn, em sua mimaioria, apesar de sua estética egípcia, gostaria de se identificar como pagão…